Sexta-feira, 4 de Abril de 2008
Muita garra e olhos postos na segunda mão




GLASGOW RANGERS 0 - 0 SPORTING
Empate na Escócia deixa tudo em aberto

Competição: Taça UEFA (Quartos-de-final)
Estádio: Ibrox Stadium, Glasgow
Árbitro: Iuri Baskarov (Rússia)
Árbitros assistentes: Tihon Kalugin e Anton Averianov.
GLASGOW RANGERS: McGregor, Broadfoot, Cuellar, Weir, Papac, Hemdani, McCulloch, Ferguson, Davis, Thompson e Darcheville (Nacho Novo, 71 m).
Treinador: Walter Smith.
Suplentes não utilizados: Alexander, Boyd, Burke, Whittaker, Dailly e Nasmith.
Disciplina: Cartão amarelo para Ferguson (12 m) e Weir (88 m).
SPORTING: Rui Patrício; Abel, Tonel, Polga, Grimi, Miguel Veloso, João Moutinho, Romagnoli, Izmailov (Pereirinha, 70 m), Liedson e Vukcevic (Yannick Djaló, 76 m).
Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Gladstone, Pedro Silva, Adrien e Farnerud.
Disciplina: Cartão amarelo para Izmailov (20 m), Grimi (54 m) e Liedson (59 m).

O Sporting empatou a zero em Glasgow, diante do Rangers, na primeira mão dos quartos-de-final da Taça UEFA. Um resultado que lhe abre boas perspectivas para o encontro da segunda mão em Alvalade.
O Sporting procurava quebrar a tradição na Escócia – cinco derrotas para as competições europeias – e entrou muito concentrado e determinado, fazendo face ao jogo mais físico e robusto do Rangers. Na equipa verde e branca, Abel voltou à titularidade no lado direito da defesa, enquanto no ataque, Vukcevic fez dupla com Liedson.
A equipa de Walter Smith, não alterou o seu modelo (4x5x1) utilizando apenas um homem na frente – o francês Darcheville – e um meio campo povoado, tentando reduzir o espaço de manobra ao jogo mais apoiado do Sporting. O Rangers entrou a “pisar” os calcanhares ao «leão» (Liedson e Moutinho que o digam), mas a equipa de Paulo Bento mostrou-se sempre muito solidária, e nunca permitiu defensivamente grandes veleidades ao adversário.
O primeiro sinal de perigo foi dado por Grimi, numa subida do argentino pelo corredor, ao qual apenas faltou resposta afirmativa de Liedson. Motivado com a vitória no Old Firm do passado fim-de-semana, os escoceses quiseram impor o seu jogo, com lançamentos longos para o ataque, mas a defensiva «leonina» esteve irrepreensível durante toda partida.Um lance de Darcheville, ao minuto 12, foi a excepção, com o francês a fugir a Polga, mas Grimi acabou por resolver o perigo com um corte para canto.
O Rangers procurava o jogo directo, e defendia com muita gente, não deixando os «leões» esticarem as movimentações de Romagnoli e da dupla atacante. Mesmo assim, depois da meia hora, com Vukcevic mais solto, o Sporting voltou a impor o ritmo e chegou ao intervalo em crescendo, apesar de Rui Patrício ter sido chamado a intervir ainda num remate de longe de McCulloch.
Na segunda parte, as subidas de Grimi voltaram a criar desequilíbrios na estrutura escocesa, mas o jogo continuou muito equilibrado. Sem grandes lances de perigo junto das duas balizas, o encontro só voltou a ter alguma vivacidade no último quarto de hora. No melhor período ofensivo dos «leões», já com Djaló no lugar de Vukcevic (minutos antes Pereirinha tinha substituído Izmailov), o Sporting esteve perto de sair de Glasgow com algo mais do que um empate. Após duas boas combinações com Liedson, Djaló deu maior consistência atacante ao Sporting, e no último lance do jogo, o «levezinho» podia mesmo ter deixado os escoceses em maus lençóis na eliminatória. Um resultado positivo que deixa o Sporting em boa posição para resolver em Alvalade a passagem às meias-finais da UEFA.

Crónica: Site Oficial do Sporting





AVALIAÇÕES DA IMPRENSA
O que dizem os jornais sobre a prestação de Miguel Veloso

• Miguel Veloso (3)
Fez uma partida mais de contenção que de criação. No entanto, foi o autor do primeiro remate dos leões no jogo, interceptado… aos 35 minutos. Ao cair do pano, teve a oportunidade do jogo para o Sporting, e a confiança que ganhou com o livre directo apontado com êxito à Naval gerou entusiasmo e esperança em novo golo, aos 89', mas a bola raspou na cabeça de um defesa e chegou fácil às mãos de McGregor.    :: O Jogo

• Miguel Veloso (3)
O golo apontado na Figueira parece mesmo ter sido o mote para final de temporada ao mais alto nível - fulcral na ocupação de espaços, fez circular (e bem) a bola no meio campo.   :: Record

• Miguel Veloso (7)
Confirmou que está, de facto, a subir de rendimento. Ontem foi dos elementos mais esclarecidos no meio-campo, ocupando os espaços necessários na acção defensiva e tentando alargar os horizontes ao leão através de passes longos para o ataque. Foi dos poucos jogadores que tentaram, com a bola no pé, definir ritmos de jogo ofensivo.   :: A Bola

• Miguel Veloso
Excelente sentido posicional, não permitiu que o Rangers subisse, impondo a sua classe nas saídas para o ataque. Prendeu Hemdani e Ferguson e ainda soube libertar a equipa para o meio-campo contrário. Tentou de livre, mas o remate foi à figura.  :: Correio da Manhã

• Miguel Veloso (4)
Está mesmo de volta e sem "bunda". Excelente do ponto de vista táctico, deu ordem e classe ao jogo leonino.    :: 24 Horas





DECLARAÇÕES NO FINAL DO JOGO
Miguel Veloso lembra que o resultado foi "bom, mas perigoso"

«É um bom resultado porque é fora de casa, mas também é perigoso porque se o Rangers conseguir um golo nós temos de marcar dois. Penso que nos batemos bem aqui. Foi um jogo bastante difícil. O Rangers não tem um jogo tão parecido com o Bolton, mas também foi um jogo de combate. Tivemos de dar ao cabedal. Mostrámos aqui a nossa garra e a nossa atitude. O Rangers é uma equipa que defende tacticamente com dez jogadores atrás da linha da bola. Em Alvalade isso pode ser perigoso, mas temos consciência do nosso potencial e do nosso valor. Vamos tentar fazer melhor em casa.»

Sobre o livre que marcou na recta final: «Estava confiante. Atirei para a direita do guarda-redes, mas infelizmente a bola sofreu um desvio na cabeça de um adversário.»

Sobre o Euro 2008: «A esperança esteve sempre comigo. Tenho vindo a trabalhar para isso. Disse que era um sonho representar a selecção no Europeu e vou continuar a trabalhar para que isso aconteça.»

Fonte: MaisFutebol



publicado por Catarina às 18:37
link do post | comentar | favorito


Bem-vindo (a)! Este é um blog dedicado ao jovem médio do Sporting e da Selecção Nacional Miguel Veloso, que visa trazer as mais diversas informações acerca do jogador e do seu trabalho, além de, obviamente, homenageá-lo e demonstrar-lhe o nosso apoio, pelo que não tem qualquer ligação oficial com o jogador ou o Sporting Clube de Portugal.
O blog é mantido por mim, Catarina Ferreira, desde Abril de 2007 e está em constante actualização. Obrigada pela visita. :) Dúvidas, sugestões ou críticas? Envia-nos um e-mail.


Se gostavas que o teu blog/site figurasse nesta lista, envia-nos um e-mail! :)

Sporting Clube de Portugal
. Site Oficial
. Portal Sporting XXI
. Sporting 100
. Leão da Estrela
. Sporting PlanetaPortugal.com

Futebol
. Fed. Portuguesa de Futebol
. SJPF
. LP de Futebol Profissional
. UEFA

Parceiros
. Leandro Romagnoli Online
.
Gema D'Arte
. O Treinador de Bancada
. Bancada Sul
. Izmailov7
. Ruben Amorim
. Di María 20
. Simão Sabrosa
. Bónus Apostas
. Leão Rampante

Imprensa Desportiva
. Jornal "Record"
. Jornal "A Bola"
. Jornal "O Jogo"
. MaisFutebol
. Desporto10